Mulheres Traídas [making of]

Um documentário de Miguel Marques
sobre a obra de Maria José Silva
 



Sinopse
Maria José Silva é uma figura ímpar da cultura portuguesa: realizadora, escritora, actriz e cantora, vive no Porto e faz cinema amador há mais de 20 anos. “Mulheres Traídas” é o seu mais recente filme, uma história de infidelidades contada na voz feminina. Este documentário acompanha de perto a rodagem, reflectindo sobre como a ficção se faz espelho de uma realidade social.   


Betrayed Women

Maria José Silva is a unique figure of contemporary popular culture: she’s a director who has been making amateur movies for twenty years in Oporto, where she owns a grocer’s shop. We follow the shooting of her latest film, “Betrayed Women”, a film about infidelity seen from a feminine perspective. This documentary is a meditation on the way fiction can mirror a social reality.

Câmara e realização: Miguel Marques
Montagem: Leonor Areal
Pós-produção audio e trailers: João Cordeiro
Co-produção: Cine-clube de Avanca
Produção: Videamus, 2007
Formato original: HDV
Duração: 55’

Trailers:
http://www.youtube.com/watch?v=jVBV-OcHzPU
http://www.youtube.com/watch?v=dWyl0bxhqCo


FESTIVAIS

Canada's Portuguese Film & Video Festival 2008
Caminhos do Cinema Português
, Maio 2008 - Prémio Melhor Documentário
Panorama
, Fev. 2008
Cineclube de Estarreja, Jan. 2008
Doclisboa, Out. 2007


Maria José Silva nasceu há 69 anos em Vila do Conde. Nos anos 60 foi para Lisboa com o marido, guarda republicano, e pôs um anúncio no jornal: “Menina da província oferece-se para trabalhar a dias”.  A partir daí o dinheiro que o marido ganhava era todo para juntar e para mais tarde comprarem uma queijaria na Rua de Santo Ildefonso no Porto. Maria José é uma figura popular do norte e conhecida de muitos programas de televisão. Já editava discos seus e livros de poesia, quando se iniciou no cinema. Desde 1983, realizou 10 filmes, com a colaboração dos filhos e dos amigos.


Biofilmografia

Miguel Marques nasceu em Lisboa em 1970. Vive e trabalha no Porto desde 2003.  Menção Especial para “Ruptura” no festival Avanca 2003 e Prémio AVANCA - Melhor Montagem para “Porque é que Clara se Apaixona?” em 2005. Prémio Melhor Documentário para "Mulheres Traídas" no festival Caminhos do Cinema Português 2008 (Coimbra).

Refugos, 76', 1999

Vareiros, 11', 2000

Ruptura, 53',  2003
Porque é que Clara se Apaixona?, 59', 2005
Grandes Esperanças, 74',  2006

Mulheres Traídas, 55', 2007

 

[ Mulheres Traídas ] Fora da Lei ] Doutor Estranho Amor ] A Guerra no Iraque ] Ópera Aberta ] O Coro ] ILUSÍADA ] Geração Feliz ] The End ]


VIDEAMVS * Email: videamus07(at)gmail.com
http://videamus.planetaclix.pt